quarta-feira, 8 de abril de 2015

Luzes

Nas pegadas iluminadas que andava
deixava suave o ar
as maravilhas de outros nadas
tão estranhas ontem 
e hoje sonhos, alegrias
amanhã por mais ventanias
só no amor poesia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Areia movediça

Quantos cristais caídos nos foram dados de longe do ar? Talvez despidos dos silêncios encarcerados por tempos dentro de outros tempos, dis...