domingo, 9 de março de 2014

Sintezia

Nenhum corpo
rasante, voante
assim
reviravoltado
deixa passar os rastros
espaços tempórios
causólidos
na inexistência sucúmbula
diante os tempos
idos, vindouros
este aqui, reto
radiante de fatos
ilustrados nessas
páginas diárias
de telas e teclas
touch me
radiantize-me
sintezia tão fina.

sábado, 1 de março de 2014

Apenas folhas

Alguns corpos passavam
eretos outros curvados
colunas de fardos
arrastando-se nos asfaltos
nas vidas costumeiras
distantes dos sonhos
longe das crianças
passos em marcha
nada dança
apenas as folhas
flores e 
ventos. 


Areia movediça

Quantos cristais caídos nos foram dados de longe do ar? Talvez despidos dos silêncios encarcerados por tempos dentro de outros tempos, dis...